Sabe a diferença de Adquirente e subadquirente?

adquirente de subadquirente
Glossário,

Sabe a diferença de Adquirente e subadquirente?

Dados de pesquisas feitas neste ano de 2018 pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), aponta que o valor movimentado pelos cartões de crédito em 2017 aumentou 12,4% em relação ao ano anterior, atingindo R$ 842,6 bilhões. Os cartões de débito tiveram alta de 12,6%, somando R$ 508 bilhões.

 

Pensando nisto, vemos o quanto este tipo de transação evoluiu e se popularizou. Se você deseja abrir o seu negócio, vai querer formas de pagamento para os seus clientes.

 

Logo, é bom saber sobre conceitos necessários como o que significa os termos adquirente e subadquirente, para que suas escolhas sejam mais assertivas.

 

 

O que são adquirentes?

 

As empresas adquirentes são membros licenciados pela bandeira de cartão de crédito e débito, os quais analisam e aceitam estabelecimentos (lojas online e offline) em seu programa de transações financeiras, fazendo uma análise junto aos bancos, instituições financeiras e afins.

 

Podemos citar neste rol:  Cielo, Rede e GetNet.

 

As bandeiras, como Mastercard, Elo, Visa, Hipercard, dentre outras mais, contatam os bancos emissores dos cartões para verificar a aprovação das vendas.

 

Toda vez que uma venda é finalizada e aprovada pelo banco, a bandeira do cartão retorna esta informação ao adquirente e este autoriza o processo de compra junto ao lojista.

 

Normalmente, o pagamento é feito à loja em 30 dias a partir do momento da compra.

 

Em compras parceladas, esses valores podem ser segmentados ou antecipados, conforme o contrato acordado entre empreendedor e adquirente.

 

As empresas prestadoras desta sistematização de dados normalmente cobram por cada comercialização efetua uma tarifa de 3% a 6%, dependendo da forma de pagamento, sendo taxas maiores em casos de parcelamento e as menores para débito ou crédito à vista.

 

Lucratividade das empresas adquirentes

 

Ganham pela cobrança por transação comercial e pelo aluguel mensal de máquinas de cartão de crédito e débito.

 

Mesmo assim geralmente o custo por cada transação é bem menor, tornando-se um feio eficiente para o lojista trabalhar com o adquirente.

 

Entretanto, dentre os pontos negativos, pode-se destacar a falta de serviços de gateway e de antifraude integrados, o que pode deixar seu checkout sensível a erros e passiveis a fraudes.

 

O que são subadquirentes?

 

As empresas subadquirentes são intermediadoras dos pagamentos entre todas as partes envolvidas, sendo responsáveis por direcionar todos os dados e estatísticas das transações comerciais ao adquirente e cobrir aquilo que é para ser recebido pelo lojista.

 

As subadquirentes são escolhas interessantes, pois são parceiras de uma infinidade de adquirentes, o que garante uma diversidade de opções de pagamento aos clientes.

 

As subadquirentes fornecem um serviço muito bom para os clientes como processamento de pagamentos e serviços antifraude.

 

Um dos pontos que diferenciam as subadquirentes disponíveis no mercado é o fato de que em algumas, para finalizar o pagamento, o cliente é levado para fora do site da loja.

 

Uma vez que o pagamento é realizado, ele é redirecionado para o e-commerce novamente e visualiza a mensagem de compra concluída e as instruções dos passos seguintes (como recebimento, ou não, de e-mail de confirmação e de acompanhamento dos passos de entrega).

 

O Moip foi a primeira subadquirente no Brasil a oferecer o serviço de checkout transparente, sistemática que faz o processamento do pagamento no site da própria loja, oferecendo ao comprador final uma sensação maior de segurança e credibilidade.

 

Se você possui uma subadquirente não há necessidade de ter outros vínculos contratuais por fora, pois ela já oferece os serviços integrados.

 

 

 

 

Agora você já sabe diferenciar adquirente de subadquirente?

 

Este artigo foi útil para você. Fale-nos aqui. Até o próximo artigo com muito mais sugestões para você!

adquirentes