Bitcoin e o e-commerce

imagem ilustrativa bitcoin
Informações,

Bitcoin e o e-commerce

O Bitcoin é uma espécie de moeda virtual surgida em 2009. Sem regulamentação, ela é descentralizada e digital, onde se compra e vende sem necessidade de intermediadores, pois a transação se dá entre as duas pessoas: comprador e vendedor.

Para parâmetros o valor da moeda flutua e esta oscilação depende de fatores como aumento da procura e otimização da oferta do produto. Esta criptomoeda surgiu em contraponto às elevadas taxas e tarifas cobradas pelas operadoras de cartões de crédito.

Hoje, dia 1º de julho de 2018 um bitcoin está valendo R$ 24740,25. Elencaremos aqui mais especificações deste dinheiro virtual.

Funcionamento do bitcoin

Para usar as moedas bitcoin, o primeiro passo a ser feito é cadastrar uma carteira virtual e citaremos aqui a maior das carteiras digitais existentes, a Blockchain.

É bem simples: você se cadastra no endereço do link eletrônico da carteira Blockchain: https://www.blockchain.com, ganha um endereço em formato de código que será apresentado no momento em que você receber algum valor de bitcoin.

Formas de juntar bitcoins

As transações de bitcoin podem ser feitas pela Foxbit, o que se compararia a uma Bolsa de valores virtual, na qual são feitos depósitos e saques das criptomoedas.

 

No Brasil, a empresa Bitvale, em Minas Gerais já disponibilizou um serviço de caixa eletrônico somente para bitcoins.

Atualmente as empresas do e-commerce que trabalham com o uso desta moeda têm o seguinte funcionamento:

  1. O usuário escolhe fazer uma compra na loja virtual de sua preferência e opta por pagar com bitcoin;
  2. A plataforma de pagamento informa o valor da compra também em bitcoin;
  3. O usuário faz a transferência em bitcoin para a plataforma de pagamento,
  4. A plataforma de pagamento deposita o dinheiro em reais na conta do site da loja virtual.

 

 

O Coinmap é um site cujo link eletrônico é: https://coinmap.org/welcome/, o qual oferece um mapeamento de estabelecimentos e e-commerces cadastrados que trabalham e aceitam receber a moeda bitcoin.

 

Por qual razão o bitcoin é tão importante para o e-commerce?

 

A primeira das vantagens é a descentralização ou custo da transação comercial. Isso permite ao Bitcoin ter uma taxa de intermediação que custa em média 1% quando realizada através de um gateway ou ser ausente de taxas ao ser realizada entre duas pessoas: os negociadores.

 

Se pesquisarmos por aí as taxas muito altas de cartão de crédito oscilam para mais de 7% além dos custos das maquinetas de cartões ofertadas pelos adquirentes, com taxas de aluguel, mensalidade valor da maquineta e afins.

 

A segunda vantagem é exatamente a rapidez na qual ocorrem o recebimento das moedas ao final das transações comerciais, muitas vezes em tempo hábil de 1 hora pós-venda. No caso dos cartões há taxas exorbitantes como 12% a serem descontadas.

 

A terceira vantagem é a realização de vendas a nível global, ou seja, você pode negociar internacionalmente sem maiores problemas.  Uma compra internacional com uma moeda comum, por exemplo, implicaria custos, demora, tarifas, impostos, bloqueios de fronteira e muita, mas muita burocracia mesmo.

 

 

A quarta vantagem está relacionada à segurança das vendas refere-se à segurança nas vendas, com procedimentos antifraudes. Em uma venda comum os lojistas têm se preocupado muito com os chargebacks, responsáveis por um número altíssimo de fraudes online.

 

Se quer uma quinta vantagem extra, ainda te damos: valorização desta moeda no meio virtual e número crescente de “investidores negociadores” de bitcoins.

 

Enfim…

 

A pergunta que não quer calar é E: você quer ser também um investidor de bitcoins? Já possui seu cadastro? Então não espere muito, comece a negociar com esta querida e interessante moeda digital agora mesmo.

 

Gostou das dicas aqui propostas? Relate-nos aqui. Boas negociações e até breve!